Pastissima é restaurante, café, cozinha para os amigos e a novidade no subsolo da Galeria Ouro Fino

Pastissima é restaurante, café, cozinha para os amigos e a novidade no subsolo da Galeria Ouro Fino

(Publicado originalmente em 31/03/2014)

A minha visita ao Pastíssima rendeu não só um bom assunto gastronômico para o site como uma aula, um momento de parar e ficar quieto ouvindo histórias. As histórias vinham na forma de causos e fatos narrados pela Vivi Flaksbaum, que abriu em dezembro do ano passado seu novo empreendimento, dessa vez apostando na gastronomia.

O lugar escolhido para receber seu restaurante foi a Galeria Ouro Fino, na Rua Augusta. A história da família da Vivi se mistura com a história da Ouro Fino, que inaugurou na década de 50. A mãe da Vivi, Da. Magaly, mantem duas lojas há 34 anos no subsolo, dois brechós, vizinhos doPastíssima.

A vontade de abrir o seu próprio restaurante surgiu para ter um lugar para receber os amigos e servir uma boa comida, hábito que a Vivi cultiva faz muito tempo. Mas pela sua rotina agitada, acaba sobrando pouco tempo e o restaurante veio suprir esse desejo. Não é raro encontrar as filhas da Vivi almoçando por lá, amigos da promoter, além dos clientes que foram chegando.


A comida de lá foi pensada em primeiro lugar para quem trabalha nas imediações, é cozinha do dia a dia, com ingredientes e receitas caprichadas, mas que não pesam no bolso. O cardápio é pensado em diversos perfis, para o cara que passa o dia todo na rua andando e quer algo com sustança, ou para quem quer uma alimentação mais balanceada e leve. Por isso são várias opções, como quiches com salada, omeletes, massas, tapioca e salgados.

Quem comanda a cozinha é a Barbara Fominaya, uma jovem chefe de 21 anos, com passagem pelo Clous de Tapas e Z Carniceria, que montou o cardápio em um processo colaborativo com a Vivi, ideias se juntando e se misturando. Dessas colaborações que surgiu, por exemplo, a tapioca “integral”, em que à goma da tapioca são misturados diversos tipos de grãos. Tem gente que já tá indo lá sempre que possível para comer essa tapioca. Outros campeões de venda são as omeletes e as massas, como o sorrentino de brie com damasco.

Além do cardápio fixo, vale a pena perguntar se tem alguma novidade. Frutas viram um bolo, se por acaso estiverem ocupando mais espaço do que deveriam.

Lá eu experimentei a porção de coxinhas, que é praticamente uma camada de Catupiry em volta de um pedaço de frango (R$14 a porção) e um bolo de chocolate com paçoca que ainda vai ter que rolar um repeteco (R$7 a fatia). Os preços dos pratos variam de R$13 a R$34.

Perguntei qual a influência do Pastissima, e adorei a resposta da Barbara: “É uma cozinha”. Assim, simples. Como a cozinha de casa, que a gente faz o que gosta e por isso fica sempre bom, já que vai muita vontade e paixão na receita.

A minha visita ao Pastíssima foi tão bacana que logo tem mais sobre a conversa que eu tive com a Vivi.

DICA DE MOBILIDADE: Vá de metrô até a estação Consolação da linha verde e desça a Rua Augusta no sentido jardins. Fácil assim!

Pastíssima
Rua Augusta, 2690, Galeria Ouro Fino, Loja 29, Subsolo, Jardins – São Paulo/SP
Horário de funcionamento: de segunda à sábado, das 10h às 20h

Espalhe a notícia!Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Buffer this pageEmail this to someone

Comments

comments

Author Description

Tiago Barizon

Tiago Barizon é produtor executivo e artístico, por profissão, com mais de 15 anos de experiência no mercado cultural e corporativo. Também é redator, cozinheiro e músico, por opção, já faz vinte anos. Iniciou o DescubraSP para compartilhar o resultado de suas andanças por São Paulo.